Terça-feira, 7 de Dezembro de 2004

Inversão Mentira e Demagogia

Inversão – Santana e Portas vão empurrar a instabilidade e a crise para o Presidente e o que surpreende é a forma como Sampaio tem dado o flanco para esse ataque quer por ter transmitido uma orientação de aprovação do orçamento quer pelo silêncio incompreensível que tem praticado.

Mentira - Num exercício de vitimização Santana e Portas vão tentar conotar o PS e em especial o seu líder com os supostos interesses ilegítimos que provocaram a queda do governo.

Demagogia - O “Paulinho das feiras” será agora acompanhado de Santana passando a usar no seu vocabulário a palavra “povo” serão vistos entre o povo e os discursos serão em seu nome. Socrates mais cosmopolita e menos dado a essas andanças vai inevitavelmente perder neste terreno das feiras romarias e mercados.

Transversal nestas três fases será o caricato de após Sampaio ter vetado o diploma da criação de uma central de Comunicação ver agora um governo inteiro tornar-se na própria Central.

Para quem preferir ainda acreditar na eterna bondade das frases ocas de Santana Lopes nada melhor que o tempo para comprovar a iniquidade do seu verbo e fatalidade deste destino.
publicado por vitorcandidojose às 10:12
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Anónimo a 8 de Dezembro de 2004 às 12:10
Vitor, não nos fica mal um elogio, quando nele acreditamos. Quanto a Sócrates, perfila-se como um mal menor. Com todo o respeito, afirmo que neste momento Portugal não tem, na primeira linha, um político credível para o conduzir.
Os minimamente credíveis, preferem outras paragens. Sentem-se melhor e não se sujeitam à fogueira política. Um abraço.Antonio Dias
</a>
(mailto:adias23@netcabo.pt)
De Anónimo a 8 de Dezembro de 2004 às 02:33
António tenho um mau pressentimento em relação a isso as circunstâncias começam a ficar de feição para a estratégia da “Inversão Mentira e Demagogia”, ela começa a dar resultados. Pelo menos o Presidente já compreendeu que o silêncio só beneficia os faltosos tem que apitar não pode dizer que é falta e que vai expulsar o faltoso e deixar o apito e o cartão no bolso, estamos todos na bancada a espera e a demora pode ser fatal. Tenho alguma esperança depositada em Socrates, ele até este momento tem sido exímio a gerir a dupla infernal. Pois eu sei, estou a elogiar o Socrates... Abraço vitorjose
</a>
(mailto:)
De Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 22:46
Mentira e demagogia são características inerentes ´política, e todos os quadrante´.
Quanto ao nosso presidente, ele não tem de responder aos ataques de ninguém. Não seria digno de um presidente. Aliás, ás vezes mais vale ficarmos calados do que responder a ataques demahógicos, sejamos nós presidentes ou não.Nor
(http://nadaesperes.blogs.sapo.pt/)
(mailto:norblogue@sapo.pt)
De Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 18:25
Santana Lopes tem mentido sobre a ausência de explicações de Jorge Sampaio. A Casa Civil do Presidente da República já veio dizer que o Primeiro Ministro sabia há alguns dias da decisão de Sampaio. Ora leiam.

"A Casa Civil do Presidente da República explicou esta terça-feira que o primeiro-ministro Santana Lopes e o presidente do Parlamento, Mota Amaral, foram informados há vários dias dos fundamentos que motivaram a decisão de Jorge Sampaio em dissolver a Assembleia República (AR)."

Esta notícia foi veiculada pelo Diário Digital.
Ima vez mais, Santana e seus pares mostraram a sua falta de dignidade.
E aos meninos traquinas a malta tem que dar um açoite. Pode ser em Fevereiro.

Um abraço.Antonio Dias
</a>
(mailto:adias23@netcabo.pt)
De Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 14:52
Um belo texto sobre o panorama cultural e politico contemporaneo... Gostei.polittikus
(http://polittikus.blogspot.com)
(mailto:pp@sapo.pt)

Comentar post