Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2005

Deixando a política...

Partilhei há dias com o António este sentir, hoje decidi estende-lo a quem por aqui passa...
Há dias nas nossas vida em que tudo se perfilha de um sentido. É aquele tempo em que a realidade se cruza e se conjuga com os nossos sentires mais profundos.
publicado por vitorcandidojose às 00:48
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2005 às 22:58
Vítor, Sem saber, ainda, deste seu 'desafio', titulei o meu 'post' de hoje como 'Pausa'. Pausa na matéria, não na actividade. Vamos ver até quando.
Abraço.DespenteadaMental
</a>
(mailto:marmonte@netcabo.pt)
De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2005 às 15:01
Ora aqui está um interessante desafio caro Vítor e caro António.
Há dias, horas, minutos em que somos tomados pela vertigem do absurdo. Construimos os sonhos, os mais improváveis, deixamo-nos estar nesse remanso doce da realidade criada (recriada) à luz das nossas ilusões. As mais das vezes acordamos, regressamos ao pragmatismo dos dias, mas há aqueles instantes em que nos deixamos vagar nesse mundo nosso, instantes que queremos e cremos serem verdadeiros. São talvez dos mais profundos e extraordinários, são também raros.
Escondemo-nos atrás das máscaras que criamos, vamos controlando o sonhador que há em nós, mas ainda assim lá lhe damos rédea solta de quando em vez, quanto mais não seja para sentirmos que estamos vivos.
Acontece (quero acreditar que acontece) por vezes termos na correnteza dos dias, a materialização de um sonho, a força de uma vontade, a justeza de uma crença, a riqueza de um valor, assim, de súbito, transformados em realidade. Eis, pois, o momento fundador para se reiniciar o ciclo!

P.S. Texto gongórico, mas na luta contra esse ditador dos nossos dias - o tempo - fica sempre apenas um fio de lucidez.
Forte abraçoLuís Sequeira
(http://abnegado.blogspot.com)
(mailto:sequeiralopes@iol.pt)
De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2005 às 18:46
Posso chamar a isso um desafio, caro Vitor?
Vá lá, senhoras e senhoras, digam de vossa justiça.
Um abraço.Antonio Dias
(http://salvoseja.blogspot.com)
(mailto:adias23@netcabo.pt)

Comentar post