Terça-feira, 30 de Novembro de 2004

Embirrações naturais

Parece-lhe forte a palavra mediocridade para adjectivar o Governo do Sr. Lopes? Então como define aquele que não conhece a virtude da “lealdade” e que não tem a competência profissional de organizar e “coordenar” o seu governo. O que aqui está em causa é o destino de uma comunidade. Claro que sempre podemos ser apologistas da doutrina Sarmento, um líder não tem que ser leal, como dentro deste contexto compreende-se que também lhe seja permitido mentir, pode inclusive não ter competência para as funções que exerce. Afinal o que é preciso para ser Primeiro-Ministro?
publicado por vitorcandidojose às 10:20
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 30 de Novembro de 2004 às 19:12
O que é preciso? Honestidade, simplicidade, capacidade, lealdade e muita coisa mais a terminar em "ade".
Com por exemplo o "há-de" ir a eleições tentar uma vez mais o poleiro da incompetência.
Antonio Dias
</a>
(mailto:adias23@netcabo.pt)

Comentar post