Segunda-feira, 6 de Dezembro de 2004

Coligação Seguro de vida

No actual quadro político não há conveniência nem para o PSD nem para o PP em concorrer com listas separadas. O PP segundo as sondagens vale uns escassos 5.5% que apenas servem para garantir a existência do partido, o PSD porque precisa capitalizar a dupla Santana/Portas. Numa campanha separada facilmente o PS mostra que o PP e o PPD-PSD são duas faces da mesma moeda restando nesse cenário Portas desmarcar-se o que passa por hiperbolizar a sua credibilidade governativa por oposição ao PSD, o que é um duplo suicídio político.
Paulo Portas necessita de coligar-se com Santana, como este último acredita que uma aliança pode ainda dar-lhe a vitória. Mesmo num cenário de derrota, os 5.5% do PP e a partilha de responsabilidades pelo resultado podem atenuar uma derrota eleitoral e garantir a sua sobrevivência política até ao assalto a Belém.
publicado por vitorcandidojose às 08:52
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Anónimo a 6 de Dezembro de 2004 às 23:51
Aprecio o teu blog e a tua acutilância mas parece-me que no que respeita a resultados avassaladores és um sonhador. Não substimes Santana nem Portas como militante do PSD deves conhecer bem a capacidade deles.vitorjose
(http://lagrima.blogs.sapo.pt)
(mailto:vitorjose@cnb.pt)
De Anónimo a 6 de Dezembro de 2004 às 21:40
As próximas eleições serão avassaladoras para os dois partridos actualmente ainda no Governo...polittikus
(http://polittikus.blogspot.com)
(mailto:pp@sapo.pt)
De Anónimo a 6 de Dezembro de 2004 às 19:52
Camarate, desde as causas do acidente passando pela actuação no terreno das autoridades até aos infinitos inquéritos realizados é uma demonstração do fracasso do Estado de Direito e a vigência de um Estado Clandestino
Em relação ao PP e PSD ambos precisam um do outro, a “birra” do PP visa apenas fabricar uma imagem de respeito e caracter que não existe
Abraço Antonio
vitor jose
(http://lagrima.blogs.sapo.pt)
(mailto:vitorjose@cnb.pt)
De Anónimo a 6 de Dezembro de 2004 às 18:22
Mais do mesmo? Não, obrigado.
Esse cenário,o da coligação, é possível mas indesejado por quem de bom senso.
Ambos os partidos estão divididos. Concorrem sozinhos? Juntos?
O PP não quer arriscar regressar ao 4º lugar do pódio político pois seria, segundo as análises, ultrapassado pelo PCP. O que não deixa de ser curioso é que ainda assim, parece ser o PP quem menos admite coligações. Ao contrário do perdido PSD para quem (ainda) vale tudo.
Acho estranho que hoje tenha sido conhecida, ao que parece em definitivo, a causa do acidente de Camarate. Porquê agora, em pleno estado de desgraça dos partidos que viram dirigentes seus envolvidos?
Hummm, aqui há gato. Ai há há.Antonio Dias
</a>
(mailto:adias23@netcabo.pt)

Comentar post