Quinta-feira, 16 de Dezembro de 2004

Desejos...

Pode parecer requentado e provavelmente é mas teria sido bastante esclarecedor para a nossa comunidade se Jorge Sampaio tivesse sublinhado na “sucessão de acontecimentos negativos” as posições de destacados membros do PSD, isto totalmente independente da votação formal do congresso. Politicamente desde o início do XVI governo que Teresa Patrício Gouveia, Manuela Ferreira Leite, Marques Mendes, Pacheco Pereira, Marcelo Rebelo de Sousa e Aníbal Cavaco Silva mostraram alguns deles com forte impacto social, uma profunda discordância que é englobada objectivamente nos acontecimentos negativos de que o Presidente falou. Tal gesto obrigava o PSD a não escudar-se em questões laterais para esconder a sua fragilidade política de que se tornou refém, numa estratégia de sobrevivência e de calculismo pessoal que não se coaduna com as nossas necessidades contribuindo para um Portugal adiado.
publicado por vitorcandidojose às 00:41
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 18 de Dezembro de 2004 às 15:51
Há coisas que precisam acontecer para que se agitem as águas. Não se pense que o futuro de Portugal ficou mais leve. Temos que esperar. Para perceber.Antonio Dias
</a>
(mailto:adias23@netcabo.pt)
De Anónimo a 16 de Dezembro de 2004 às 22:26
O PSD precisava desse abanão. Há medos demasiadamente tontos. vitorjose
(http://lagrima.blogs.sapo.pt)
(mailto:vitorjose@cnb.pt)
De Anónimo a 16 de Dezembro de 2004 às 19:08
Os políticos portugueses são fracos de espirito, o que lhes enfraquece o caracter e cria medos. è esse o principal problema da política nacional.polittikus
(http://polittikus.blogspot.com)
(mailto:pp@sapo.pt)

Comentar post